quinta-feira, 9 de julho de 2015

Turminha da Terceira Idade

Olha só que fotinho bacana! =)

Minhas queridas alunas se exercitando no Espaço Movimente!
Aqui o frio não tem vez =)

sexta-feira, 12 de junho de 2015

A vida em constante movimento... =)

Dia dos namorados e cá estou eu lendo e respondendo e-mails antes do namorido chegar!

E vamos as novidades!!!
Curso de Pilates


Final do ano passado tive a oportunidade de começar a trabalhar em mais um local bacana, o Studio Control Balance. Saúde e Qualidade de vida através de Aulas Personalizadas de Pilates, Alongamento e Funcional. Estou adorando!


Os cursos de Pilates (Solo e Aparelhos) e Funcional abriram minha mente para uma gama imensa de exercícios que utilizo em outras aulas também. É incrível, quanto mais criamos exercícios mais a mente fica acelerada percebendo novas possibilidades. 
Studio Control Balance


No Espaço Movimente além das turmas de Alongamento, Maturidade e Terceira Idade também estou a frente das aulas de Pilates Solo e Funcional.
Espaço Movimente


Quer saber mais?

Me escreva
prof.deborahleao@gmail.com

Aulas em grupo
Espaço Movimente 3022 7283

Aulas Personalizadas
Studio Control Balance 9659 7120 ou 9122 9484


sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Turminha do condomínio! =D

Tirei algumas fotos do pessoal do Condomínio, nessa aula estávamos realizando um circuito bem bacana! Como vocês podem ver, nós utilizamos o espaço do salão de festas, são três aulas semanais com 1h de duração (e quando o tempo colabora também fazemos um pouco de caminhada e corrida em uma praça da redondeza). Trabalhamos exercícios aeróbicos, de fortalecimento e de alongamento.

Conheça um pouquinho do nosso trabalho:


Vinalda - tríceps

Marilene - Flexão de braços com apoio de joelhos

Ernesto - Tríceps
Prancha!

Dilma - Crucifixo com elevação de quadril

E mais prancha!... já que todos adoram =P
Pose para foto! Ernesto, Marilene, Dilma, Neide e Vinalda!

domingo, 21 de setembro de 2014

Emails, aulas e projeto novo! =D

Curso de Treinamento Funcional
Tenho recebido vários e mails pedindo dicas e sugestões, tirando dúvidas e tal. Fico muito feliz! Não tem sobrado muito tempo para fazer as postagens, mas continuo firme e forte com as aulas, e vou respondendo aos e mails sempre! Gostaria também de agradecer a atenção das pessoas que continuam acompanhando o blog! Continuem me escrevendo prof.deborahleao@gmail.com

As turminhas do Espaço Movimente continuam cada vez mais cheias e animadas! É muito satisfatório perceber a saúde e a qualidade de vida de meus alunos aumentarem na medida em que vamos realizando as aulas!

No condomínio a criatividade impera! E mesmo com poucos materiais continuamos praticando aulas incríveis! Com muito fortalecimento e aeróbio! Elástico, bola, caneleira, halteres, peso corporal e força na peruca! hehe

Mas não dá para parar né? Final de semana passado nos dias 13 e 14/09 realizei um curso de Treinamento Funcional maravilhoso no Instituto São Paulo, que já vem colaborando muito para as aulas! Nada como aprender coisas novas para dar uma injeção de motivação extra em tudo!

Projeto novo: Control Balance!... mas vai ficar para o próximo post!

;)


sexta-feira, 28 de março de 2014

E as turminhas vão crescendo...

Hoje é com muita satisfação que venho compartilhar com vocês algumas fotos de meus alunos em atividade.

Espero que gostem! Segue fotos das turminhas de Ginástica da Maturidade e Fortalecimento - Espaço Movimente realizando pequenos circuitos. Utilizo vários materiais com o intuito de tornar a prática da atividade mais dinâmica e menos cansativa e repetitiva.

E você já realizou exercícios hoje?!
Ainda dá tempo!!!







Em breve, um pequeno vídeo da turma da Terceira Idade. Aguardem!!!

=D

terça-feira, 30 de julho de 2013

A Importância das Atividades em Grupo para o Idoso

       
Com o passar dos anos as pessoas com mais idade acabam se isolando ou são isoladas socialmente. Acredito que com o aumento da expectativa de vida a tendência é que as coisas mudem e que cada vez mais as pessoas fiquem conscientes do carinho e respeito que o idoso necessita e merece. 
O texto de hoje é sobre a importância do idoso se sentir como parte integrante de um grupo, seja de atividades manuais, atividade física ou familiar.
Questões:
Os filhos estão crescidos ocupados cuidado da própria vida, do trabalho e dos filhos pequenos. A nora não se relaciona bem com a sogra, o neto acha tudo que o avô fala é história sem graça, coisas antiquadas demais para os dias de hoje. Então paralelo a isso podemos somar também o declínio da saúde, os problemas de visão, audição e dificuldade de locomoção. Pronto, segregação! Então idoso se sente sozinho e carente, podendo inclusive entrar em depressão, piorando ainda mais sua saúde física e mental.
É muito importante para qualquer pessoa se sentir como parte de um grupo, perceber que é capaz de realizar atividades, sentir que todos possuem habilidades e dificuldades diferentes, conhecer pessoas, diminuir o tempo ocioso e criar vínculos de amizade.
Os grupos de Ginástica para Terceira Idade são ótimos, além dos benefícios acima citados também podemos citar a própria atividade física que auxilia o idoso em suas Atividades de Vida Diária, desenvolvendo força, coordenação, equilíbrio e lateralidade. As aulas que são realizadas com música também causam bem estar, pois através do som podemos resgatar lembranças e proporcionar novos aprendizados.
Se você é idoso não fique em casa tanto tempo. Procure uma atividade são muitas as opções, desde atividades gratuitas desenvolvidas pela prefeitura, academias, espaços ou mesmo grupos vinculados a farmácias e planos de saúde. Se você ainda não chegou nessa fase aproveite para repensar suas atitudes em relação à pessoa idosa, cuide bem dos seus pais/avós ajude-os não apenas a sobreviver, mas a ter uma vida longa e com qualidade.

Artigos lidos:
A identidade social do idosos: memória e cultura popular
http://www.revistas2.uepg.br/index.php/conexao/article/viewFile/3718/2607

A (re) socialização do idoso e as novas competências
http://www.portaldoenvelhecimento.org.br/artigos/artigo1622.htm

A Busca da Socialização de Idosos por Meio de Atividades de Recreação e Lazer
https://www.ufmg.br/congrext/Saude/Saude1.pdf

A importância da música na estimulação da memória em idosos
http://www.fecilcam.br/nupem/anais_vi_epct/PDF/ciencias_humanas/02.pdf

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Educadora Física, Acompanhante, Cuidadora e Amiga...


Comecei por acaso, talvez não tão por acaso assim.... 

Fui indicada para fazer companhia para uma idosa de 83 anos enquanto sua irmã não retornava de uma viagem. Fiquei um mês e passou muito rápido. Era realmente divertido ouvir suas experiências de vida e ela se mostrava muito interessada em aprender tudo que eu me dispunha ensinar. Acredito que tenha sido uma vivência bacana tanto para mim quanto para ela, pois falamos até hoje. 

Um tempo depois outra senhora me ligou, uma amiga havia me indicado. Na época eu estava no fim do curso de Educação Física, e então 3 vezes na semana no período da tarde eu ia a sua casa. No começo acompanhava em visitas médicas, em ocasiões sociais e onde mais fosse necessário. Então senti a necessidade de fazer um curso de Cuidadora de Idosos para dar maior acompanhamento à suas necessidades. Ela estava com 79 anos, morava sozinha e tinha alguns problemas de saúde como dificuldade de equilíbrio, locomoção, visão, sérios problemas cardíacos e o histórico de um AVC.

O tempo passou e fomos nos apegando cada vez mais, então passei a encontra - lá 5 vezes na semana no período da tarde. Fazíamos caminhadas diárias, exercícios para  o equilíbrio, força e alongamento. Ela demonstrou interesse em aprender a utilizar o computador então criamos um endereço de e-mail pelo qual ela se comunicava com o filho que morava em outro estado, ela também gostava de jogos, ler notícias e praticar outras línguas.

Havia também os dias difíceis - e que eram realmente difíceis. Quando ela abria a porta pelo jeito que me cumprimentava eu já sabia como seria nosso dia. Ela se sentia sozinha nos fins de semana e geralmente na sexta-feira ficava num humor lastimável. Era complicado porque eu também precisava de um tempo para descansar, nessa época eu estava trabalhando pela manhã em uma academia dando aulas e a tarde ficava com ela, meu horário de almoço era praticamente inexistente. Diversas vezes voltei para casa um trapo, via os problemas de saúde dela se agravando, a sua solidão, seus medos e não tinha como não absorver e pensar a respeito da minha própria vida e da vida dos meus familiares. Sempre fiz o que pude para que enquanto estivéssemos juntas as coisas ficassem mais alegres.

Passamos assim cerca de 1 ano e seis meses, então no meio desse ano (2012) ela caiu enquanto estava sozinha em casa num domingo e teve uma micro fratura na altura da coluna torácica que não a impedia de andar, mas lhe causava muita dor. E foi então que as coisas começaram a mudar muito rápido. Já não conseguia mais fazer suas atividades de vida diária, sua higiene pessoal, se confundia com os remédios... Tudo parece acontecer ao mesmo tempo, eu estava grávida de 5 meses e a rotina começava a pesar bastante.

Nesse momento a família dela estava mais presente do que nunca, e juntos achamos que ela precisava de cuidados 24h. Montamos uma equipe de Cuidadoras e aos poucos fomos fazendo a transição, ensinei tudo o que sabia a respeito da sua rotina e seus gostos, suas atividades e assim diminuímos novamente para 3 vezes na semana nossos encontros. 

Hoje sua saúde continua entre altos e baixos, mas a coluna teve uma boa recuperação e ela voltou a fazer um pouco de suas atividades. Não nos vemos mais todos os dias, mas mantemos contato, a amizade e o carinho continuam iguais. Hoje mesmo no meio desse texto bateu a saudade e liguei para bater papo. Ainda fazemos uma dupla e tanto... =)

Muitas vezes ouvi as pessoas dizendo que era preciso muita paciência para fazer companhia para uma pessoa idosa. Sinceramente acredito que é preciso mais do que qualquer coisa o respeito e a compreensão. Todos têm história de vida única, dias bons e ruins, preferências, vontade de falar e ser ouvido. No fundo a idade pouco importa se você tem respeito pelo outro.